CHATBOTS: 5 dicas para uma automação qualificada do seu SAC.

Posted on

Empresas que possuem SAC online e precisam atender uma grande quantidade de pessoas sabem que com o aumento do uso das redes sociais, aumentam também os clientes que aproveitam a conveniência de solicitar serviços e resoluções de problemas através dos canais digitais. Enquanto isso, as instituições buscam por soluções que facilitem e acelerem o atendimento. A automação via ChatBot é uma solução para aumentar a rapidez nesse processo.

  • Share

Tendências para 2015 – Comunicação, Marketing e Inteligência Digital

Posted on

A E.Life, uma empresa que oferece plataformas digitais de monitoramento, soluções mobile e de CRM listou algumas das tendências para a área de comunicação, marketing e inteligência digital para 2015.

As tendências para 2015:

1-) Métricas
2-) Real Time
3-) BIg Data
4-) Apps
5-) Pontos de Vendas
6-) Spin-Offs
7-) Wearables
8- ) Games
9-) Mobile
10-) Deep Profile
11-) Conteúdo
12-) Mídia
13-) Ads
14-) Privacy
15-) Saas

Para ler os detalhes e se inspirar, basta ver a apresentação abaixo:

  • Share

Novos critérios de qualidade do Facebook

Posted on

O Facebook mudou o algoritmo mais uma vez. O objetivo da mudança é dar mais qualidade para o Feed de notícias, priorizando melhores conteúdos que os atuais que ganham relevância com cliques e comentários, mas não são agregam valor. O foco é estimular melhores práticas no compartilhamento de links nas Páginas e reduzir o número de publicações “caça-cliques”. Em resumo, vamos perder menos tempo com conteúdo inútil.

Uma prática comum dos anunciantes é atualizar as páginas com uma foto ou vídeo junto com um link encurtado. Entretanto, o Facebook declarou em comunicado oficial que a maneira mais eficaz para gerar engajamento é apenas compartilhar o link do site, que automaticamente gera a imagem e permite uma flexibilidade maior na construção do texto de chamada. Essa atualização, gera em média o dobro de cliques se comparado às atualização com um link encurtado. Por esse motivo, a empresa priorizará esse formato na hora de entregar os conteúdos mais relevantes nos Feeds de notícias.

O Facebook diz que a mudança não afetará os anúncios, apenas os conteúdos orgânicos publicados nas páginas. Entretanto, recomendam que links encurtados sejam evitados para aumentar o engajamento com público-alvo. Como no exemplo da imagem abaixo:

  • Share

Visitando a Google Brasil

Posted on

Quem me conhece sabe que eu tenho a Google como uma das empresas de referência por vários motivos. Pelos produtos que facilitam MUITO a minha vida (e a de todos nós), pelo acesso gratuito a diversas informações de qualidade, desde uma pesquisa simples no buscador passando por mapas, pesquisa de mercado até a possibilidade de trabalhar de forma compartilhada em documentos e apresentações em nuvem. Além de investirem alto em inovação, desde os locais de trabalho até novos produtos como o Google Glass e Google Fiber, por exemplo.

A Google é uma empresa que visa a produtividade. Para isso, investem (pesado) na estrutura física dos seus escritórios para fornecer um ambiente de trabalho que proporcione conforto para seus funcionários. Eles já provaram que esse tipo de filosofia funciona. Melhora a qualidade de vida, aumenta a produtividade, estimula a criatividade, além de ser esteticamente muito legais. 😀

Tive a oportunidade de conhecer o escritório deles em São Paulo. Tirei fotos de todos os lugares que podia e compartilho aqui algumas delas! 😉

  • Share

The mobile tipping point: Chegou a vez do Mobile!

Posted on

Todos nós sabemos que a publicidade mobile está crescendo. Mas crescendo quanto? De onde está vindo a verba para esses investimentos? E o que define sucesso nesses dispositivos? Publicitários e profissionais de mídia enfrentam esses questionamentos todos os dias na hora de decidir onde vão investir suas verbas publicitárias. Anúncios mobile estão crescendo muito mais rápido do que imaginamos e está difícil acompanhar as mudanças para continuar crescendo.

O mais novo relatório da Nielsen, The Mobile Tipping Point, Best Practices for Accelerating Mobile Brand Advertising Growrh, apresenta os dados da pesquisa realizada com profissionais de marketing, de mídia e agências.

tipping point mobile2

  • Os gastos com anúncios mobile com o objetivo de branding vão crescer mais rápido que o investimento em iniciativas de respostas diretas em 2014. Um quarto dos anunciantes vai aumentar a verba de branding em mais de 20% neste ano.
  • 3/4 da verba dos novos anunciantes mobile será realocado de verbas que seriam de outros anúncios online e offline;
  • Anunciantes vão aumentar o uso do mobile como estratégia de publicidade em múltiplas plataformas que vão ser trabalhadas em conjuntos com outras mídias online e offline;
  • 70% dos anunciantes aumentariam os anúncios mobile se pudessem medir o alcance e retorno ao mesmo tempo;

  • Share

A nova classe C: Você está preparado para vender para eles?

Posted on

Durante o Fórum de E-Commerce Brasil 2014, Renato Meirelles lançou seu livro Um País Chamado Favela e apresentou os dados mais recentes sobre a nova classe C e sobre as características desse e-consumidor emergente.

Na última década, a renda familiar média dos 25% mais pobres foi a que mais cresceu no Brasil. Entretanto, o Brasil é um país desigual, metade dos brasileiros tem renda domiciliar per capita de até R$513 por mês enquanto apenas 5% dos brasileiros tem renda domiciliar per capita de R$2.450 ou mais por mês.

O que classifica ser classe C?
A tabela abaixo apresenta os critérios da classificação econômica.

arte classe media 2014

Na palestra, Renato apresenta que a desigualdade não é exclusividade do Brasil, o mundo é desigual. 54% da população mundial vive com renda inferior a R$ 320,00 por mês e apenas 18% possuem renda superior a R$1.120,00.

2014-08-13 09.23.33

  • Share

O que o relatório do The New York Times ensina sobre produção de conteúdo no ambiente digital

Posted on

No final de março desse ano, um relatório de quase 100 páginas sobre a situação atual do jornal The New York Times foi publicado no BuzzFeed e logo depois no Huffington Post. O jornal perdeu mais de 64% em publicidade nos últimos 12 anos e demorou muito tempo para entender as mudanças pelas quais o mercado está passando. O relatório é enorme e cheio de informações importantes para os profissionais de marketing, jornalismo e estrategistas de conteúdo.

1-f502f1677f

Caso você queira ver o arquivo original, é só clicar no link. Dei uma boa lida no relatório e levantei alguns dos pontos importantes sobre as informações publicadas nele.

  • Share